Diagnóstico precoce

Diagnóstico precoce salva 90% dos pacientes com câncer de mama

A prevenção sempre foi reconhecida como uma das principais medidas no combate ao câncer. Isso acontece porque o tumor, quando identificado em estágio inicial, apresenta mais chances de ser tratado com sucesso.

A partir do momento em que a doença se espalha pelo corpo, as intervenções médicas são mais difíceis e menos eficazes e, geralmente, as chances de sobrevivência de uma pessoa passam a ser muito menores.

Talvez o que muita gente não saiba é que mais de 90% das mulheres diagnosticadas com câncer de mama, ainda no início da doença, conseguem sobreviver por pelo menos mais 5 anos.

Esse cenário mostra o quão fundamental é estar em dia com exames e rotinas de prevenção.

Mesmo que os resultados venham se apresentando favoráveis, achar que está tudo bem e interromper a realização de exames não ajuda em nada o combate à doença.

Prova disso é que apenas 15% das mulheres que se descobrem com a doença, já em estágio avançado, conseguem manter-se vivas.

A importância dos exames preventivos

No Brasil, o número de óbitos por câncer de mama continua alto, justamente pelos diagnósticos tardios, que ainda acontecem com muita frequência.Mesmo assim, desde 2014, o país vem vivendo com menos mortes causadas por este tumor. A melhora na taxa de sobrevida tem a ver com a expansão do acesso da população aos serviços de saúde, bem como pelo aprimoramento tecnológico dos exames de detecção.

As informações são do estudo Concord-2, da revista de saúde inglesa The Lancet, que avaliou 23 milhões de pessoas em 67 países.

O levantamento mostrou que, no ano 2000, os brasileiros sobreviviam em 78% dos casos de câncer de mama. Em 2005 essa taxa de sobrevida pulou para 87%, igualando números de países mais desenvolvidos, como os Estados Unidos.

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Nacional de Câncer com 12.847 pacientes (entre 2000 a 2009) revelou as taxas de sobrevida de acordo com o estágio da doença. Os números reforçam ainda mais a relevância da detecção precoce. Confira abaixo:88,3% (estágio I),78,5% (estágio II),43% (estágio III),7,9% (estágio IV).

Ainda no caso do Brasil, observou-se uma redução na mortalidade pós-operatória. Isso deveu-se ao tratamento adequado dos pacientes, precedidos por exames de detecção e rastreamento cada vez mais eficazes e precisos.

Diagnóstico tardio

A maioria dos pacientes que são diagnosticados tardiamente têm menos chances de sobreviver, em comparação aos demais.

Na Inglaterra, por exemplo, pesquisas recentes revelaram que 1 em cada 4 tumores são detectados durante os internamentos de emergência. É interessante ressaltar que, em alguns casos, é o próprio medo do paciente que colabora para o diagnóstico tardio da doença.

A preocupação com o que o médico pode encontrar nos exames, por exemplo, é o suficiente para que as pessoas prefiram não realizá-lo.

Um comportamento difícil de imaginar, dado a gravidade da enfermidade e importância de detectar os sintomas o quanto antes.

Porém, não é só isso que pesa neste aspecto. Algumas outras razões contribuem para esta situação, dentre elas:

  • Pouco conhecimento sobre os sinais e sintomas do câncer;
  • Atraso no encaminhamento dos pacientes para tratamento;
  • Dificuldade de obter consulta no serviço público de saúde.

 

Tecnologia salvando vidas

Além de antecipar um diagnóstico potencialmente positivo para a doença, elevando as chances de cura do tratamento, as novas tecnologias também zelam cada vez mais pelo conforto e bem estar do paciente, seja com um exame indolor ou através da rapidez para a definição da análise.

Sendo assim, o paciente sente-se muito mais seguro e cômodo para se submeter aos exames de rastreamento do câncer, passando por essa etapa de maneira muito mais confiante e positiva.

Além disso, a Lei 12.732 de 2012 garante o tratamento contra o câncer no Sistema Único de Saúde (SUS) em até 60 dias após a constatação dos sintomas. Essa orientação vale para todos os tipos de câncer, incluindo o câncer de mama.

Posto isso, o que fica como mensagem é que todos, de alguma forma, podem tomar medidas para identificar o tumor o mais cedo possível.

Seja por estar ciente de quaisquer alterações em nossos corpos e relatá-las, ou por estar sendo acompanhado por um programa de saúde completo e avançado, como o oferecido pela PreviNEO .

Ficou interessado?
Estamos disponíveis para esclarecer qualquer duvida, entre em contato que responderemos o mais rápido possível.
Viva mais e melhor com a Previneo.

Open chat
Agende uma demonstração
Clique aqui e descubra como a Previneo pode ajudar na prevenção para a sua empresa